Conhece "O Morro"?

08 agosto 2017

Quer contar-nos resumidamente a história do "O Morro"?
O Morro" é uma sociedade criada por dois irmãos com apetência para o investimento no âmbito da agricultura e representa um ideal centrado na inovação. Consiste num empreendimento vocacionado para desafiar o sector mais importante da economia local: os lacticínios.
Em 2012, iniciou atividade industrial numa queijaria com aproximadamente 200 m2, processando cerca de 200 litros de leite diariamente. Atualmente, na mesma estrutura, processa diariamente mais de 2000 litros de leite, estando bastante limitada no que concerne à gestão dos recursos existentes. Sendo um empreendimento de cariz familiar, tem a gestão dos diferentes domínios distribuída por membros da familia.
A designação "O Morro" tem origem na formação vulcânica com o mesmo nome localizada nas imediações da queijaria - Costa Sul do Faial.

Atualmente não dispõem de leite próprio. É uma vantagem ou uma dificuldade?
O leite processado na Queijaria é fornecido por produtores locais podendo traduzir uma vantagem, porém encerra uma certa dificuldade.
A gestão da sociedade mantêm-se mais disponível para tudo o que envolve o seu dia-a-dia. O acréscimo do volume de leite processado torna-se praticamente imediato e com limites mais vastos, bastando contratar com os atuais fornecedores ou até com novos fornecedores. Fomenta-se uma relação de afinidade entre sectores, partilhando intuitivamente uma determinada estratégia de valorização.
O custo do leite para "O Morro" é, porém, superior.

Recentemente o Morro foi distinguido por um prémio internacional. Apesar do sucesso, é difícil exportar. Quer falar-nos sobre isso?
Com a designação "O morro Amanteigado", o queijo foi distinguido nos EUA por um especialista em queijos numa das mais prestigiadas revistas de vinhos, Wine Spectator. Essa distinção está a ter um impacte importante e o desafio passa por lhe dar projeção.
A sociedade vai esforçar-se por garantir a qualidade dos queijos e afirmar a presença no mercado. Há uma determinada expectativa, "O Morro" pretende corresponder. Com humildade, o trabalho continuará a ser feito com convicção e afinco.

Que conselhos poderá dar a quem se inicia agora neste mercado?
"O Morro" pode sugerir a quem pretende iniciar-se neste mercado coragem e espírito de sacrifício. Seja como for, parece não haver casos repetidos. As trajetórias são quase sempre diferentes e dependem de muitos fatores.
A criatividade é, todavia, um fator importante. O mercado do queijo reage de modo interessante a novas ideias, aceitando-as de modo mais ou menos duradouro, conforme a preferência.

Quais os vossos projetos para o futuro?
"O Morro" rompe com preconceitos, traduzindo paixão e orgulho numa espécie de poder simbólico.
O grande projeto para o futuro consiste em valorizar a marca e justificar a esperança depositada pelos sectores da produção e comercialização.
Para já, "O Morro" prossegue revigorado à espera do melhor!

FONTE: Milkpoint

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
28
29
30
31

Redes Sociais

Top
Cookies make it easier for us to provide you with our services. With the usage of our services you permit us to use cookies.
More information