Escola para aprender a fazer queijo abre em Viseu em outubro

24 setembro 2020

Vai abrir, em Viseu e em Castelo Branco, uma escola de queijeiros. O projeto é da Inovcluster - Associação do Cluster Agro-industrial do Centro e tem como parceira a Escola Superior Agrária de Viseu (ESAV).

A iniciativa surge na sequência da Escola de Pastores, cuja formação contou com a participação de mais de uma dezena de pessoas entre setembro do ano passado e janeiro deste ano.

O presidente da ESAV, António Monteiro, adianta ao Jornal do Centro que a Escola de Queijeiros vai abrir em outubro e terá como objetivo “cativar novos empreendedores para esta fileira, nomeadamente na produção e elaboração de queijos”.

“A escola vai ter formação teórica e prática sobre o processo de fabrico do queijo e do leite proveniente das nossas raças na nossa região e na Serra da Estrela”, acrescenta o responsável.

Com 20 vagas disponíveis e uma carga horária de 80 horas, 40 das quais destinadas à componente teórica, o curso decorrerá nas escolas agrárias de Castelo Branco e Viseu, em horário laboral.

As 40 horas restantes estão destinadas à componente prática a realizar em queijarias da região Centro com fabrico de queijo com DOP (Denominação de Origem Protegida).

Em Viseu, o curso só deverá ser frequentado por 10 alunos. As aulas teóricas decorrerão na Escola Superior Agrária, enquanto as aulas práticas irão ser realizadas nas queijarias da região.

António Monteiro acredita que, tal como a Escola de Pastores, este novo projeto vai ter interessados.

“Estamos na expetativa de que vai ser assim. Também estamos num contexto diferente, porque estamos numa pandemia, mas vamos cumprir de qualquer maneira as normas de segurança. Temos poucos alunos e dá para garantir essas condições de segurança”, diz acrescentando que foi sendo contactado por alguns potenciais candidatos à escola, o que, a seu ver, lhe dá otimismo.

Integrada no projeto "Programa de Valorização da Fileira dos Queijos da Região Centro", a iniciativa arranca no dia 26 de outubro, embora o período de candidaturas encerre a 2 de outubro.

FONTE: Jornal do Centro

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.