Com aumento na oferta de produtos, GDT cai 1,9%

08 outubro 2018

O leilão GDT realizado na última terça-feira (02.10.18) registrou queda de 1,9% no índice de preços, a 9ª queda consecutiva no índice. Dessa forma, o preço médio fechou em US$ 2.901/tonelada neste leilão, 1,1% abaixo do evento passado e 10% inferior em relação ao evento correspondente de 2017. Observe o gráfico 1.

Gráfico 1. Preços médios e variação no índice de preços em relação ao leilão anterior.

Fonte: Elaborado pelo MilkPoint a partir dos dados da Global Dairy Trade.

Neste leilão foram negociadas 41.981 toneladas de lácteos – o maior volume em um único evento nos últimos 3 anos – 7,3% maior do que no leilão anterior e 10,5% a mais em relação ao mesmo leilão de 2017. No acumulado dos eventos da safra 2018/19 da Nova Zelândia (entre junho e outubro), o volume total é 4,5% mais alto em comparação com a safra passada (281.239 toneladas atuais contra 269.073 toneladas). Observe o gráfico 2.

Gráfico 2. Volume negociado em leilões GDT – acumulado junho a outubro*.

*Nos meses de outubro, foi considerado apenas o 1º evento do mês. Fonte: Elaborado pelo MilkPoint a partir dos dados da Global Dairy Trade.

A maior oferta de lácteos nos últimos leilões reflete a boa produção na Nova Zelândia no início da safra 2018/19. Entre junho e agosto de 2018, a produção foi 5,5% do que o mesmo período de 2017.

Recentemente, a Fonterra revisou as expectativas de preço ao produtor na safra 2018/19, reduzindo de US$ 7,00/kg de sólidos para US$ 6,75/kg de sólidos. Mesmo assim, o patamar de preços ainda é interessante e os indícios de mercado apontam que devem manter os produtores seguros o suficiente aumentar a produção.

Entre os produtos negociados neste leilão, destaque para a forte queda de 5,9% no preço médio da manteiga, que fechou em US$ 4.016/tonelada e já cotada a quase US$ 1.800/tonelada a menos do que o maior valor de 2018. Os indícios de mercado apontam que a produção mundial cresceu de forma acelerada, impulsionada pelos altos preços internacionais dos últimos anos, pressionando os preços. Assim, as expectativas são de que eles sigam em queda nos próximos meses, como ilustra gráfico 3, apontando a variação nos contratos futuros em relação ao último leilão.

Gráfico 3. Variação nos contratos futuros de manteiga.

Fonte: Elaborado pelo MilkPoint a partir dos dados da Global Dairy Trade.

Nos leites em pó, preço praticamente estável no desnatado, que fechou em US$ 1.982/tonelada, apenas US$ 2/tonelada acima do leilão passado. Enquanto isso, o integral teve queda de 1,2% no índice de preços neste leilão, fechando em US$ 2.753/tonelada.

Até o final do ano, os contratos futuros de leite em pó no GDT e na NZX estão em patamares muito próximos, indicando expectativa de preços sem grandes variações. Contudo, com a chegada de 2019, as variações podem ser mais acentuadas especialmente nos primeiros meses do ano, como aponta o gráfico 4.

Gráfico 4. Contratos futuros de leite em pó integral – GDT vs. NZX.

Fonte: Elaborado pelo MilkPoint a partir dos dados da Global Dairy Trade


FONTE: MilkPoint

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.
Saiba mais sobre cookies OK Decline