Cantinas públicas obrigadas dar preferência a produtos locais

08 abril 2019

A Assembleia da República aprovou na passada sexta-feira (5 de abril) uma legislação para incentivar o “consumo sustentável” e que obriga as cantinas e refeitórios públicos a dar preferência a produtos locais.

O documento foi aprovado com os votos a favor do PEV, BE, PAN e PS e a abstenção do PSD e do CDS-PP e prevê que seja dada preferência a produtos que “promovam uma alimentação e nutrição adequadas” nas cantinas públicas.

Para além disso, define que a escolha e compra de produtos alimentares deve ponderar “obrigatoriamente a sua qualidade, origem e impacto ambiental” e ter em conta um de três critérios – produtos biológicos, de denominação de origem protegida ou indicação geográfica protegida.

Com base nesta medida, o Governo deverá passar a elaborar, anualmente, um relatório sobre a aplicação destes critérios, com base em informação das entidades responsáveis pelas cantinas e refeitórios, e ainda sobre o impacto desta lei nas economias locais.

FONTE: Revista Distribuição Hoje

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.
Saiba mais sobre cookies OK Decline