Governo volta a adiar taxa sobre gorduras e sal

12 outubro 2017

O Governo vai voltar a adiar a introdução de uma taxa sobre produtos alimentares com elevados níveis de gordura e de sal no âmbito do Orçamento do Estado para 2018. Segundo o Jornal de Negócios desta quarta-feira, o Ministério das Finanças pretende esperar mais algum tempo e realizar estudos mais aprofundados até ser implementada alguma medida concreta.

Há trabalhos preparatórios e estudos que ainda não foram realizados antes de ser criada esta nova “fat tax”, justifica a secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais. Esta taxa tem de ser criada de raiz, ao contrário do que aconteceu com as bebidas açucaradas, cuja taxa foi introduzida através de alterações ao Imposto sobre o Álcool e as Bebidas Açucaradas (IABA).

Desde o final de 2016 que o Governo tem falado sobre a introdução de uma taxa sobre o “lixo alimentar”. Em outubro desse mesmo ano, o primeiro-ministro, António Costa, em entrevista ao Público, admitiu a introdução de uma taxa que incluía as batatas fritas, snacks e fast-food.

A proposta de Orçamento do Estado para 2018 é entregue na próxima sexta-feira, 13 de outubro, na Assembleia da República.

FONTE: Dinheiro Vivo

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.
Saiba mais sobre cookies OK Decline