Os comparadores de preço líderes em Portugal

11 agosto 2017

O número de lojas virtuais cresce exponencialmente no mundo e junto a este fenómeno desenvolveu-se o mercado das empresas comparadoras de preços. A finalidade é ajudar a consolidar preços de diversos produtos e lojas em uma mesma plataforma, deixando de lado os catálogos em papel. Já que hoje a quantidade de ofertas é alargada, nada mais agradável do que buscar os melhores preços no conforto do lar e garantir a certeza do melhor negócio.

A audiência do retalho nos últimos três meses manteve-se constante, entre os 3 e 4 milhões de visitantes únicos. Em maio de 2017 o retalho em Portugal obteve pouco mais de 3 milhões de visitantes únicos, o que representa 56% de alcance total da população digital (fonte: comScore MMX, maio de 2017, desktops, casa e trabalho, 15 e mais anos).

Dentro deste segmento destacamos a subcategoria de comparadores de preços (Retail – Comparison Shopping). Os principais atores deste mercado em Portugal são FOLLOWPRICE.CO e o KUANTOKUSTA.PT, ambos com mais de 200 mil visitantes únicos por mês e mais de 400 mil visitas, somente em dispositivos desktop.

A Followprice, startup criada em 2014 e localizada em Lisboa, recebeu investimento de capital de risco e aposta em mercados diversificados. A ferramenta oferece aos usuários alertas para descontos nas lojas digitais por meio de botões colocados nos produtos de lojas parceiras, como a Fnac por exemplo. O site obteve em maio pouco mais de 1,5 milhão de visitantes únicos em todo o mundo, sendo que 77% de toda a audiência está localizada na Europa. Os países com mais audiência são respetivamente Espanha, Portugal, Brasil e Itália. Em todos os países, a propriedade é mais visitada por homens, em especial os que tem 55 e mais anos e em Portugal especificamente encontra-se na primeira posição dentro da subcategoria dos comparadores.

Igualmente relevante para o retalho digital é o KUANTOKUSTA.PT, que aposta num portal e numa aplicação que apresentam aos visitantes os mais variados preços para um produto específico. A empresa foi fundada em 2004 e já teve presença em outros países, como Espanha e Brasil. Hoje dedica-se em exclusivo ao mercado português e mesmo assim a propriedade .PT também possui alguma audiência no Brasil, em Espanha e Austrália, entre outros. A grande vantagem do negócio é que o usuário pode visitar o site e aceder a qualquer uma das diversas categorias de produtos, desde informática a preços de combustíveis. O público é também formado em maioria por homens, com a faixa etária mais representativa entre os 35 e 44 anos (especificamente para Portugal).

Diferenças e semelhanças
As duas empresas possuem táticas distintas e pode-se dizer que a sua audiência em Portugal também se diferencia em alguns aspetos. O primeiro deles é a baixa sobreposição de audiência, que soma apenas 78 mil visitantes únicos. Para propriedades com conteúdo classificado numa mesma categoria, não há uma forte duplicação de audiência. Além disso, vê-se também disparidade nas fontes de tráfego. Muito do tráfego do Followprice vem do parceiro FNAC.PT, enquanto para o Kuantokusta o maior gerador de tráfego é o Google, nomeadamente na área de buscas. Por fim, o público que permanece por mais tempo em visita é o do Kuantokusta. Os visitantes gastam quase 4 minutos em média na utilização diária, enquanto no Followprice esta média está por volta de 1,5 minutos.

Quando se olha para a relação de ambos frente ao retalho, nota-se que a partilha de audiência é muito próxima. Do total de pessoas que visitaram o retalho, 9,2% delas também visitou o Followprice e 7,0% também visitou o Kuantokusta, o que classifica o bom potencial do setor. A semelhança também ocorre quando analisamos o perfil comportamental desta audiência. Ambas as propriedades possuem em sua maioria a audiência de heavy users de retalho, ou seja, aqueles que mais gastaram o seu tempo em propriedades relacionadas à venda de produtos online. Este público em específico apresentou média de 2,1 visitas por visitante nas duas propriedades e o total de páginas vistas esteve próximo de 1 milhão. Muitas propriedades possuem em sua maioria um público do tipo light user, pois não necessariamente todo público tem afinidade com todo conteúdo. Sendo assim, definem-se estes dois players como propriedades com audiência bastante satisfeita com o conteúdo apresentado.

Além das empresas mencionadas, encontram-se outros atores a trabalhar de forma semelhante, como é o caso do BUSCAPE.COM.BR, que foi visitado em média por 36 mil visitantes únicos, e o SHOPMANIA.PT, que obteve 6 mil visitantes únicos no mesmo período. Ambos possuem um modelo de negócio semelhante ao do Kuantokusta. Há, por fim, um conjunto de sites dedicados à divulgação dos folhetos das lojas “à moda antiga”. É o caso do Sapo Promos (promos.sapo.pt), que obteve em média 68 mil visitantes únicos entre março e maio deste ano. Em posição semelhante está o TIENDEO.PT que, no mesmo período, registou 6 mil l visitantes únicos no mesmo período. Ambos possuem um modelo de negócio semelhante ao do Kuantokusta. Há, por fim, um conjunto de sites dedicados à divulgação dos folhetos das lojas “à moda antiga”. É o caso do Sapo Promos (promos.sapo.pt), que obteve em média 68 mil visitantes únicos entre março e maio deste ano. Em posição semelhante está o TIENDEO.PT que, nomesmo período, registou 6 mil visitantes únicos.

FONTE: Revista Hipersuper

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Próximos Eventos

Redes Sociais

Top
Cookies make it easier for us to provide you with our services. With the usage of our services you permit us to use cookies.
More information