Inflação dos produtos alimentares na OCDE nos 16,1% em outubro, máximo desde 1974

06 dezembro 2022

Turquia (99%), Hungria (42,9%), Lituânia (33,7%), Letónia (29,5%) e Estónia (28%) e Colômbia (27%) foram os seis membros da OCDE onde inflação dos produtos alimentares mais aumentou.

A inflação homóloga dos produtos alimentares no conjunto da OCDE atingiu 16,1% em outubro, mais oito décimas de ponto percentual do que em setembro e o nível mais alto desde maio de 1974, foi anunciado nesta terça-feira.

Em outubro, os preços dos alimentos aceleraram em 33 dos 38 países membros, disse a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) num comunicado hoje divulgado.

Em termos homólogos, o aumento foi particularmente acentuado na Turquia (99%), Hungria (42,9%), três repúblicas bálticas – Lituânia (33,7%), Letónia (29,5%) e Estónia (28%) – e Colômbia (27%).

No conjunto da zona euro, o aumento foi um pouco mais moderado (15,5%) e Espanha esteve muito próxima daquela média (15,4%).

Para continuar a ler esta notícia, clique aqui

FONTE: ECO

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.