Preço dos fretes pode disparar com bloqueio em Xangai

06 maio 2022

O porto de Xangai, o maior da China, tinha esta semana cerca de 500 navios a aguardar o início das operações de carga e descarga devido à política covid zero do governo chinês. Neste contexto, a relação do preço e prazo dos fretes deverá voltar a disparar, alertam os transitários.

O preço dos fretes poderá disparar nos próximos meses, impulsionado pelo bloqueio verificado nos portos asiáticos, mas ainda assim deverá ser inferior ao nível registado no último trimestre de 2021, indicou a associação dos transitários.

"Agora há outra situação preocupante, que é o que se está a passar nos portos asiáticos, nomeadamente Xangai, que é o maior porto da China, em que [na terça-feira à noite] estavam fundeados cerca de 500 navios para serem operados. É provável que esta relação do preço e do prazo volte, outra vez, a disparar", afirmou o presidente executivo da Associação dos Transitários de Portugal (APAT), António Nabo Martins, em declarações à Lusa.

O bloqueio nos portos asiáticos decorre há cerca de duas semanas, potenciando um aumento do prazo do transporte e dos preços, uma vez que "vamos continuar a ter procura, mas não há oferta", explicou.

Para continuar a ler esta notícia, clique aqui

FONTE: Dinheiro Vivo

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.