“Portugal Sou Eu” reposiciona marca, cria Observatório e define novas especificações para a atribuição do “selo”

20 dezembro 2021

O “Portugal Sou Eu”, programa para dinamizar a competitividade das empresas portuguesas, lançou ontem, 9 de Dezembro, a IV fase do programa, a qual prevê a criação do Observatório “Portugal Sou Eu” com um novo modelo conceptual e novas especificações técnicas para a atribuição do “selo”, que levarão a uma nova tipologia de adesão e à definição de novos critérios.

Em termos operacionais, explica uma nota de imprensa do “Portugal Sou Eu”, a nova fase reforça a intervenção do programa nos três eixos já estruturados — consumidores, empresas e aproximação entre oferta/procura — e os objectivos focam-se no reforço da utilização do selo, na qualificação das empresas aderentes para uma maior diversidade dos canais de comercialização e no apoio à capacitação das PME para desenvolverem processos de inovação e integração na economia digital e circular.

Por outro lado, apostam na disponibilização às empresas de informação técnica e operacional, no estabelecimento de relações colaborativas entre PME capazes de potenciar as suas vantagens competitivas, e na sensibilização das cadeias de abastecimento e de distribuição para a valorização da ligação entre a origem do produto e a probabilidade de compra.

Activação da Rede de Empresas
O plano de actividades da nova fase prevê ainda a activação da Rede de Empresas, com o propósito de criar um ecossistema atractivo para os stakeholders que manifestem interesse em consumir mais e melhor produção nacional. O público-alvo desta estratégia são as empresas aderentes e não aderentes, a distribuição, os parceiros sectoriais, o Estado e o consumidor.

Acrescenta a mesma nota que a “crise pandémica veio evidenciar a importância da produção nacional e a alteração dos padrões de consumo. O selo “Portugal Sou Eu” apresenta por isso um forte potencial de crescimento, dado que é a única marca oficial que identifica a origem nacional dos produtos e serviços”.

O “Portugal Sou Eu” mantém contudo os objectivos estratégicos de estímulo ao consumo informado que sempre o caracterizaram: a fidelização sustentável do consumidor; a promoção de produtos e serviços com forte incorporação nacional; a mobilização transversal de todos os agentes económicos e o aumento sustentado dos níveis de reconhecimento e notoriedade das marcas.

Para continuar a ler esta notícia, clique aqui

FONTE: Agricultura e Mar Actual

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.