Vendas no comércio a retalho crescem 3,1% em agosto

30 setembro 2021

As vendas no comércio a retalho subiram 3,1% em agosto, estando já quase a atingir os valores de agosto de 2019.

O índice de volume de negócios no comércio a retalho cresceu 3,1% em agosto deste ano face aos mês homólogo, revelam os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). Trata-se de uma taxa que excede em 1,3 pontos percentuais os valores registados no mês de julho deste ano.

Ainda assim, o INE nota que "estes resultados continuam a ser influenciados por um efeito base, dado que a comparação incide em meses afetados pela pandemia". Assim, verificam-se "diminuições homólogas de 1,5% e de 3,2% em julho e agosto de 2020, respetivamente."

Os dados mostram que, em agosto, as vendas no comércio a retalho aproximaram-se dos valores pré-pandemia, ficando 0,1% abaixo de agosto de 2019.

Os produtos alimentares representaram o maior contributo para os resultados do mês de agosto (1,7 pontos percentuais), originado pela variação de 3,8%. Já os produtos não alimentares aumentaram 2,6%, representando um contributo de 1,4 pontos percentuais.

Já os índices de emprego representaram variações homólogas de 1,7%; enquanto as remunerações e horas trabalhadas no comércio a retalho apresentaram variações homólogas de 3,1% e 3,4%, respetivamente.

Na comparação com o mês anterior, trata-se de uma subida de 0,9%, 4,4% e 3,4%, respetivamente.

FONTE: Jornal de Negócios

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.