#ExijoForaDaCaixa. Nova iniciativa da DECO quer reduzir embalagens desnecessárias

15 setembro 2021

Organização estima que portugueses compram mais de 1050 toneladas de embalagens desnecessárias, o que equivale ao peso de 175 elefantes

A DECO Proteste lançou esta terça-feira uma iniciativa que quer "pressionar o Governo e trabalhar com as marcas para reduzir as embalagens desnecessárias".

A organização de defesa do consumidor fez uma "estimativa conservadora" dos resíduos gerados pelo sobre-embalamento num "cabaz com produtos das principais categorias compradas".

"Se todas as famílias portuguesas o comprarem pelo menos uma vez, serão 1050 toneladas de embalagens desnecessárias – lixo que equivale ao peso de 175 elefantes. 86% destas embalagens são papel e cartão", frisam.

"O excesso de embalagem dos produtos agrava o consumo de recursos naturais e gera mais desperdício", defende a DECO na página #ExijoForaDaCaixa, onde convida os consumidores a partilhar imagens dos produtos excessivamente embalados que encontrem no seu dia-a-dia.

Entre os exemplos apresentados pela organização estão os produtos pré-cortados (como o queijo fatiado) e a fruta e legumes frescos, defendendo-se que "a embalagem de esferovite e plástico é desnecessária", assim como as embalagens de papel ou películas de plástico que envolvem produtos cosméticos, eletrónica e enlatados.

"Existem muitos produtos em que as segundas embalagens são completamente desnecessárias, porque na verdade não são essenciais ao nível da preservação ou proteção dos produtos e exigem o consumo de mais recursos naturais e de energia na produção, transporte e distribuição, acabando por serem descartados, muitas vezes, mal chegamos a casa”, defende Elsa Agante, team leader de Energia e Sustentabilidade da DECO.

"A par dos benefícios ambientais, a DECO PROTESTE considera que a redução das embalagens poderá permitir a diminuição de custos do produto, desde a origem até à venda, através da otimização do transporte e do armazenamento de stock – ganhos que se poderão refletir numa descida de preço para o consumidor final", defende a associação numa nota enviada ao Expresso.

Em alternativa, a iniciativa propõe dez soluções para "mudar o mercado", que vão desde "banir progressivamente as embalagens que recorram ao uso de diferentes tipos de materiais" a "uniformizar o tipo de embalagens colocadas no mercado, cumprindo as normas de ecodesign".

FONTE: Expresso

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.