Volume de negócios no comércio a retalho cresce 16% em maio

05 julho 2021

Maio ficou marcado por uma subida homóloga de 16,1% do volume de negócios no comércio a retalho, indica a nota divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Em abril, a variação homóloga tinha sido de 28,5%. Tanto nesse mês como em maio, os resultados foram influenciados pelo facto da comparação “incidir em meses muito afetados pela pandemia”.

O INE detalha que, em maio de 2020, foi verificada uma quebra homóloga de 11,2%. Note-se, porém, que, em maio de 2021, o índice situoui-se 3,1% acima de maio de 2019.

Na comparação em cadeia, foi também registado um aumento em maio de 3,9%. Não obstante, apesar de maio ter sido o terceiro mês consecutivo de crescimento, verificou-se alguma desaceleração, dado o aumento de 4,2% em abril e de 4,4% em março.

Produtos não alimentares disparam
O INE indica que, em termos homólogos, os produtos não alimentares registaram um crescimento do seu volume de negócios de 31,6% e os produtos alimentares de 0,6%. Já em cadeia, o agrupamento dos produtos alimentares verificou uma variação de -1,7% e o dos produtos não alimentares de 9,8%.

FONTE: Revista Grande Consumo

 

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.