Nestlé descarboniza. Vai ter frota automóvel 100% elétrica até 2024

04 maio 2021

Um total de 72 postos de carregamentos serão instalados em vários sites da empresa até final de 2024.

A Nestlé quer até 2024 descarbonizar a a sua frota de veículos ligeiros, num total de mais de 465 viaturas. Cerca de uma dezena foram entregues hoje aos colaboradores. Até ao final do ano serão 49. A companhia está ainda a instalar 72 postos de carregamento nas diferentes unidades pelo país.

"A Nestlé é pioneira em Portugal na transformação da sua frota automóvel, com mais de 465 veículos a passarem, até final de 2024, para a tecnologia elétrica e híbrida. Somos o exemplo de que é possível tirar partido da tecnologia já existente e colocá-la ao serviço da sustentabilidade das operações das empresas e, com isso, reduzir substancialmente os seus impactos ambientais. Este é um grande contributo para o objetivo máximo da Companhia de atingir a neutralidade carbónica até 2050, partilhando valor com a sociedade ao longo do seu desenvolvimento", afirma Alexis Pinheiro, Workplace Solutions Manager da Nestlé Portugal, citado em nota de imprensa.

A multinacional está a fazer investimentos em várias áreas visando uma maior sustentabilidade. Nas fábricas em Avança (cereais) e no Porto (torrefação de café) a Nestlé está a investir entre 6,5 e 7 milhões de euros para tornar o embalamento dos seus produtos mais amigo do ambiente, avançou Paolo Fagnoni, diretor-geral da Nestlé Portugal, em entrevista ao Dinheiro Vivo.

A descarbonização da frota automóvel faz parte das iniciativas que visam cumprir o objetivo traçada pela empresa de atingir a neutralidade carbónica até 2050, prevendo reduzir para metade as emissões de Gases com Efeito de Estufa (GEE) até 2030.

A entregas das viaturas é a primeira etapa de um projeto que estará concluído até final de 2024 com uma frota automóvel, comercial e não-comercial, 100% elétrica/híbrida. 

"A par com os restantes projetos em curso (mobilidade integrada, eletricidade 100% renovável certificada, instalação de painéis solares, eficiência de operações, transformação de materiais de embalagens, entre outros) no quadro da estratégia de Green Vision da empresa, este projeto dará um relevante contributo para o objetivo global de redução do impacto ambiental das operações da companhia, com uma redução estimada de aproximadamente de 1800 toneladas de CO2 por ano", informa a empresa em comunicado.

Um total de 72 postos de carregamentos serão instalados em vários sites da empresa até final de 2024: 12 na Fábrica do Porto, 6 na Fábrica de Avanca, 52 na Sede em Linda-a-Velha e dois na delegação comercial no Funchal. Os postos terão capacidade de 7,4 kwh para um tempo estimado de carregamento de cinco horas para os veículos elétricos e duas horas para os híbridos.

Os novos condutores de veículos elétricos têm ainda à sua disposição toda a rede de abastecimento público (Mobi-E), cujo carregamento será feito através do contrato CEME celebrado com a empresa Mobiletric

FONTE: Dinheiro Vivo

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.