Deco alerta: Cuidado com as compras online

08 maio 2020

Muitos consumidores, aliciados nas redes sociais por ofertas atrativas de produtos a preços simpáticos e à distância de um clique, têm concluído compras on-line que não correm bem, ou porque o produto não foi entregue, ou porque o reembolso não foi efetivado, alerta a Deco que dá várias dicas para os consumidores realizarem compras em segurança.

O comércio em linha têm crescido nestas últimas semanas, opção tomadas por muitos consumidores que assim se têm mantido em casa, respondendo afirmativamente ao apelo de confinamento social.

Porém, também muitos consumidores, aliciados nas redes sociais por ofertas atrativas de produtos a preços simpáticos e à distância de um clique, têm concluído compras on-line que não correm bem, ou porque o produto não foi entregue, ou porque o reembolso não foi efetivado. Estes consumidores reclamam junto da DECO e relatam-nos que, após contacto com as lojas virtuais, verificam que quem estava por detrás da página da rede social bloqueou o acesso.

A situação torna-se ainda mais difícil quando as lojas das redes sociais não se encontram registadas como empresas em Portugal, nem possuem um endereço físico de contacto. Neste caso não estamos perante vendas de comerciantes para consumidores, mas sim entre particulares, complicando assim a resolução de um possível conflito.

Aconselhando a que se mantenha seguro em sua casa, e antes de fazer compras em linha, a DECO alerta:
Recolha informação sobre a página com a qual pretende fazer negócio, opiniões de anteriores compradores, se existem ou não reclamações e o seu fundamento.
Verifique os contactos da loja, inclusive endereço físico para usar em caso de conflito. Algumas lojas nas redes sociais podem encerrar com um simples clique, ficando sem o produto encomendado e sem qualquer reembolso.
Se o preço for bom demais, desconfie.
Opte por meios de pagamentos seguros. O pagamento à cobrança, a transferência bancária ou por multibanco serão as melhores opções.
Certifique-se que recebe comprovativo da encomenda, com a descrição do produto, o preço, o endereço do vendedor e o prazo de entrega. A fatura é imprescindível caso seja necessário acionar a garantia do produto.
Se efetuou uma compra e não recebeu o produto dentro do prazo, pode cancelar a encomenda e pedir o reembolso do valor pago.

Não se esqueça que numa compra à distância existe o prazo de 14 dias seguidos, após receção da encomenda, para desistir, mas só se for um negócio entre comerciantes e consumidores. Caso tenha adquirido o produto a um particular, não existe esta possibilidade.

FONTE: Jornal Económico

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.