Preferências comerciais impulsionam exportações

11 fevereiro 2020

As exportações para a União Europeia provenientes de países em desenvolvimento que beneficiam de preferências pautais especiais ao abrigo do sistema de preferências generalizadas («SPG») da UE atingiram um novo pico: 69 mil milhões de euros em 2018. De acordo com o relatório bienal da Comissão Europeia sobre o SPG, hoje publicado, as exportações para a UE provenientes dos 71 países beneficiários do SPG aumentaram para quase 184 mil milhões de euros. Deste montante, cerca de 69 mil milhões de euros correspondem a exportações que beneficiaram das preferências especiais ao abrigo do SPG.

O alto representante da União para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança e vice-presidente da Comissão Europeia, Josep Borrell, declarou: «O comércio é um dos instrumentos fundamentais ao dispor da UE para defender e melhorar os direitos humanos, os direitos laborais e a boa governação, que são pilares do desenvolvimento sustentável em todo o mundo. Através do sistema de preferências generalizadas da UE, auxiliamos os países em desenvolvimento a crescer e a progredir de forma sustentável, inclusive no que se refere à ação climática. Os nosso direitos aduaneiros preferenciais contribuem para retirar milhares de pessoas da pobreza, reduzir as desigualdades e gerar crescimento económico.»

Phil Hogan, comissário responsável pelo Comércio, declarou: «Graças às nossas preferências comerciais, a UE importa duas vezes mais dos países menos desenvolvidos do que o resto do mundo. Este instrumento específico da política comercial da UE apoia milhões de postos de trabalho nos países mais pobres do mundo e incentiva os países a aplicarem as convenções internacionais em matéria de direitos humanos, direitos laborais, boa governação e ambiente.»

Graças ao sistema de preferências generalizadas, as exportações dos países em desenvolvimento para a UE não estão sujeitas a direitos de importação. Ao criar mais oportunidades de exportação, o sistema ajuda os países a combater a pobreza e a criar emprego respeitando os princípios de desenvolvimento sustentável. O relatório hoje publicado mostra, por exemplo, que países como o Sri Lanca, a Mongólia e a Bolívia foram mais eficazes na redução do trabalho infantil graças ao SPG.

A agenda comercial da UE contribui para a consecução dos objetivos de desenvolvimento sustentável das Nações Unidas em todo o mundo. As preferências incentivam os países beneficiários a tomar novas medidas para aplicarem efetivamente as convenções internacionais respeitantes aos direitos humanos, aos direitos laborais, ao ambiente e à boa governação.

Há ainda desafios a superar em muitos dos 71 países beneficiários do SPG, inclusive no que respeita às restrições impostas à sociedade civil e à liberdade dos meios de comunicação social, bem como ao acesso à justiça, aos direitos das minorias, à pena de morte e à liberdade de associação. Os parcos progressos realizados, mesmo por alguns dos maiores beneficiários, levaram a UE a intensificar o acompanhamento e reforçar o seu empenhamento, sobretudo no domínio dos direitos humanos e direitos laborais. No caso do Camboja, esta ação da UE traduziu-se no início do procedimento de suspensão temporária das preferências pautais, devido à violação grave e sistemática dos princípios das convenções fundamentais das Nações Unidas e da Organização Internacional do Trabalho.

O relatório analisa em que medida os países beneficiários do SPG usufruem do regime. bem como uma série de questões de ordem geral, tais como a liberdade de ação da sociedade civil, os progressos na redução do trabalho infantil e outras questões inquietantes relacionadas com o ambiente e a boa governação. O relatório dá exemplos de como a UE interage com todas as partes interessadas, nomeadamente, a sociedade civil, as organizações internacionais - em especial os organismos de controlo das Nações Unidas e da Organização Internacional do Trabalho - e as autoridades dos países beneficiários, para tornar o SPG mais eficaz e garantir que o comércio e os valores evoluem a par e passo.

A indústria da UE é um parceiro importante para tornar realidade o desenvolvimento sustentável, pois não só investe, produz e se abastece em países beneficiários do SPG como garante o cumprimento das normas laborais e ambientais internacionais.

Contexto
Este terceiro relatório bienal é acompanhado por dez documentos de trabalho elaborados conjuntamente pela Comissão Europeia e o Serviço Europeu para a Ação Externa. Nove deles avaliam o desempenho de cada um dos nove beneficiários do regime SPG +; o décimo avalia os três países beneficiários do SPG - Bangladeche, Camboja e Mianmar - com os quais a UE reforçou o seu empenhamento em 2017, estabelecendo um diálogo mais intenso sobre questões relacionadas com os direitos humanos e os direitos laborais.

O Sistema de Preferências Generalizadas da UE consiste em três regimes:
* Um regime geral para os países de rendimento baixo e rendimento médio-baixo, que prevê a supressão total ou parcial de direitos aduaneiros em cerca de dois terços das posições pautais (15 beneficiários);
* O SPG+ é um regime especial de incentivo ao desenvolvimento sustentável e à boa governação. Reduz esses direitos aduaneiros a 0 % no caso dos países vulneráveis de rendimento baixo e médio-baixo que aplicarem 27 convenções internacionais respeitantes aos direitos humanos, aos direitos laborais, à proteção do ambiente e à boa governação (oito beneficiários);
* O regime especial TMA («Tudo Menos Armas») destina-se aos países menos avançados e dá-lhes acesso isento de direitos aduaneiros e de contingentes a todos os produtos, com exceção de armas e munições (48 beneficiários).

FONTE: Comissão Europeia

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.