UE estabelece regras mais rígidas na entrada de novos países

06 fevereiro 2020

A Comissão Europeia vai propor mudanças no processo de entrada de novos países na União Europeia. As regras de admissão de novos países ao bloco europeu passam assim a ser mais rígidas, avança o La Vanguardia.

França tem exigido isso mesmo, um controlo mais rígido sobre o comportamento dos candidatos. Quando Emmanuel Macron impediu o início de negociações com a Albânia e a Macedónia do Norte para a sua entrada na UE, recebeu duras críticas. “Estou profundamente decepcionado, é um grave erro histórico”, disse o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker. “Não é um fracasso, é um erro”, corroborou o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

Contudo, actualmente nenhum dos dois ocupa o seu cargo e a Comissão Europeia de Ursula von der Leyen decidiu atender às solicitações francesas, sobretudo porque Paris conseguiu adicionar o apoio de outros países, para aumentar o controlo sobre o comportamento dos candidatos na entrada na UE.

A proposta foi apresentada na manhã desta quarta-feira, pelo Comissário para o Alargamento, o húngaro Olivér Várhelyi, e pode vir a ter uma boa recepção por parte de França.

A Secretária de Estado dos Assuntos Europeus, Amélie de Montchalin , já disse que foi estabelecido um bom intercâmbio de trabalho com a comissária Várhelyi, baseado na proposta francesa de alcançar «um processo gradual e concreto que traga benefícios no terreno», referiu citada pelo La Vanguardia.

No entanto, Montchalin não quis ainda levantar o seu veto na abertura das negociações com os dois países dos Balcãs: «Não é automático … mas há coisas que França pede há anos e vemos que a Comissão Europeia conseguiu trabalhar com precisão, nessas questões», disse Montchalin.

Se a proposta for aprovada pelos Estados membros, França terá o caminho livre para levantar o seu veto, fazendo com que, na cúpula de Março, a Macedónia do Norte e a Albânia recebam a tão esperada aprovação para iniciar negociações com a UE, embora sempre com um controlo mais rígido do que o aplicado até ao momento.

Actualmente, nos Balcãs, a UE mantém negociações de adesão abertas com Montenegro e com a Sérvia, já a Macedónia do Norte e a Albânia, ainda se encontram a aguardar o inicio das negociações.

FONTE: Executive Digest_Sapo

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.