Bens de grande consumo crescem 4% no 1.º semestre

15 julho 2019

De 20 de maio a 16 de junho, os bens de grande consumo apresentaram um crescimento de 4,7%. As marcas de fabricante aumentaram 5,7% neste período, e as marcas da distribuição (MDD+PP) mostraram um dinamismo de 2,7%.

No acumulado do primeiro semestre, assistiu-se a um crescimento de 3,7%, com as marcas de fabricante a evidenciar a sua boa performance (+5%) face às MDD+PP, que também aumentaram 1,2%, apesar de recuarem em quota.

Na quadrissemana, a alimentação cresceu 2,3% sobre um período homólogo em que já evoluía 4,8%. No primeiro semestre do ano, o dinamismo foi de 2%, com especial destaque para os congelados (+5%). A mercearia também apresentou crescimentos (+2%) e os lacticínios mantiveram-se estáveis. O crescimento deste semestre foi especialmente sustentado pelas marcas de fabricante (+2,9%), enquanto as MDD+PP estabilizaram.

Tanto na última quadrissemana (+11,7%) como no primeiro semestre (+9,4%), as bebidas apresentaram elevados crescimentos face a desempenhos muito inferiores nos períodos homólogos. Nesta primeira metade do ano, tanto as marcas de fabricante (+10%) como as marcas da distribuição (+6,7%) mostraram-se muito dinâmicas. O crescimento foi semelhante entre as bebidas alcoólicas (+9%) e as não alcoólicas (+10%).

A higiene do lar cresceu 5,3% na quadrissemana, com aumentos quer nas marcas de fabricante (+5,7%), quer nas marcas da distribuição (+4,3%), que apresentaram o maior crescimento do último ano. Na primeira metade de 2019, a categoria mostrou-se muito dinâmica, com um crescimento de 5,7% face a um período homólogo relativamente estável. As marcas de fabricante cresceram 7% e as MDD+PP, que decresciam no período homólogo, aumentaram agora 2,5%.

Embora sobre um período homólogo negativo, a higiene pessoal apresentou, nesta quadrissemana, o maior crescimento do último ano (+7%), com aumentos nas marcas de fabricante (+7,6%) e nas marcas da distribuição (+5,1%). No acumulado do primeiro semestre, esta categoria consolidou o seu crescimento, com um aumento de 4,4% face a um período homólogo que variava 1%. O comportamento de marcas inverteu-se, com as marcas de fabricante (+5,5%) a crescerem agora acima das MDD+PP (+1,2%).

FONTE: Revista Grande Consumo

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.