Vendas globais online FMCG cresceram 20% em 2018

18 junho 2019

As vendas online dos produtos de grande consumo (FMCG) cresceram 20.3% em 2018 e representam, agora, 5.1% das vendas, mundialmente, de acordo com dados da Kantar. O crescimento foi estimulado pelos EUA e pela China Continental, que juntos representam 84% do crescimento global em e-commerce, graças ao sucesso da Amazon, Alibaba, JD.com e Walmart. Em Portugal, o crescimento das vendas online foi de 5.9%.

A elevada penetração das compras online nas economias asiáticas é feita sobretudo através de smartphone, querendo dizer que estes países continuam a liderar em termos de compra online FMCG. 19% das vendas FMCG na Coreia do Sul vêm do comércio online, a maior porção em todo o mundo. A China Continental é a seguinte, com 14% e espera-se que em 2025 ultrapasse a Coreia do Sul.

Na Europa Ocidental 4,1% das vendas de produtos de grande consumo vieram do comércio online, liderado pelo o Reino Unido, em que estas representam 7.2%, seguido da França, cujas vendas online representam 5.6%. No entanto o crescimento de compradores nestes dois países foi mais lento do que no ano anterior. Em Portugal, o comércio online de FMCG representa 1.6% do total das vendas. Na Holanda, o e-commerce cresceu quase 35%.

Pure Players lideram crescimento
Globalmente, são os Pure Players online como a Amazon, Alibaba e JD.com que estão a ganhar no e-commerce, uma vez que continuam a atrair novos compradores. Os Pure Players representam agora 72% das vendas online, apresentando um crescimento coletivo de 29% em 2018. Nesta competição, os retalhistas que operam online e offline cresceram apenas 3%. Reduzir os tempos de entrega ou entregas grátis ou mais baratas poderia ajudar os retalhistas multicanais a reduzir esta diferença.

Os pure players gigantes estão a dominar nos dois lados do mundo – a Amazon representa 53% de todas as compras FMCG online nos EUA. No entanto, na Europa, ainda não conseguiu atingir resultados semelhante, com 8.8% e 5% de quota de mercado na Alemanha e na França, respetivamente, subindo para 3.2% em Espanha e 1% no Reino Unido.

Eric Batty, Global E-commerce Business Development Director na Worldpanel Division, Kantar, afirma que “Enquanto que as vendas online dos retalhistas multicanais na Euorpa tendem a focar-se em comida e produtos tradicionais de comida e bebida, as vendas da Amazon são mais orientadas para o cuidado pessoal. Em França, por exemplo, a Amazon é a líder online em cuidado pessoal, em comida e bebida está em sétimo. Ainda neste país, os retalhistas tradicionais encontraram o sucesso através do click-and-collect, com o E.Leclerc 20 vezes maior que a Amazon em vendas de alimentos online, graças aos seus pontos de recolha DRIVE.”

Próximos anos
A Kantar prevê que o canal online representará perto de um terço do total FMCG na China, em 2025 e um quarto na Coreia do Sul. No Reino Unido e em França estes números deverão atingir os 9% e 8%, respetivamente, nesse tempo.

Stéphane Roger, Global Shopper and Retail Director na Worldpanel Division, Kantar, afirma: “Em 2025, o comércio online representará 10% do gasto em FMCG, em todo o mundo, duas vezes o atual. A integração offline e online, tecnologia inteligente e as opções diretas ao consumidor irão ajudar a atrair novos compradores online, onde a penetração é atualmente de 21%.”

FONTE: Kantar Worldpanel

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.