China triplicou peso das trocas comerciais com a UE

20 março 2019

A União Europeia tem dois parceiros comerciais principais. Os EUA e a China. Mas com este último as trocas comerciais intensificaram-se fortemente desde 2000.

Os EUA são o principal parceiro comercial da União Europeia (UE), mas a China assume cada vez mais protagonismo nesta relação. Entre 2000 e 2018, as trocas comerciais entre a UE a China medidas pela soma das exportações e importações de bens entre os dois blocos económicos triplicaram o seu peso, valendo agora 15% face às trocas totais.

De acordo com dados publicados esta quarta-feira pelo Eurostat, em 2000, os EUA valiam 25% do total de trocas comerciais que caiu sucessivamente até 2011, quando atingiu 14%, mas subiu a partir daí, atingindo em 2018 uma quota de 17%. Esta posição dá à maior economia do mundo o primeiro lugar no ranking dos parceiros comerciais da UE.

Já a China tem desenhado uma trajetória de subida sucessiva. Em 2000, as trocas comerciais entre UE e a China valiam 5% das trocas totais da UE com o mundo. Esta percentagem não garantia sequer à China uma posição tão relevante no ranking das relações comerciais da UE com o mundo, sendo mesmo ultrapassada pela Suíça e pelo Japão.

Mas em 2018, a China já pesava 15%. O que coloca o país mais populoso do mundo no segundo lugar do ranking das trocas comerciais entre a UE e o mundo.

Os dados do Eurostat mostram assim a importância cada vez maior que a China tem para a UE.

Os dados do Eurostat permitem ainda verificar que a Alemanha é o principal destino das exportações de cada um dos estados-membros da UE (17 países têm o país liderado por Angela Merkel como aquele para onde mais vendem a produção nacional), mas é também a principal economia de onde importam (o que acontece para um quarto dos países).

Em termos de produtos trocados, são as máquinas e equipamentos de transporte que explicam as exportações e importações entre a UE e o mundo.

FONTE: ECO Economia Online

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.
Saiba mais sobre cookies OK Decline