Portugal: segunda maior quebra mensal nas vendas a retalho

06 dezembro 2017

A quebra foi de -2,3%. O volume das vendas a retalho no país subiu 1,9% face a outubro de 2016.

Portugal teve, em outubro, a segunda maior quebra mensal (-2,3%) nas vendas a retalho, tendo o indicador recuado em cadeia na União Europeia (UE) e na zona euro, mas aumentado na variação homóloga, divulga o Eurostat.

Segundo o gabinete de estatísticas da UE, o volume das vendas a retalho subiu, em outubro, 0,4% na zona euro e 0,9% nos 28 Estados-membros, face ao mesmo mês de 2016, mas recuou 1,1% e 0,5%, respetivamente, na comparação com setembro.

Portugal registou a segunda maior quebra (-2,3%) na variação em cadeia, depois do Luxemburgo (-5,3%) e seguido da Áustria (-1,9%), tendo as subidas mensais mais significativas sido assinaladas na Roménia (1,0%), no Reino Unido (0,9%), na Polónia e na Eslováquia (0,6% cada).

Já na variação homóloga, a Roménia (12,6%), a Polónia (7,1%), a Irlanda, Hungria e Malta (6,3%) registaram as maiores subidas no indicador e o Luxemburgo (-27,0%), a Áustria (-2,2%) e a Bulgária (-2,1%) as maiores quebras. Em Portugal, o volume das vendas a retalho subiu 1,9% face a outubro de 2016.

FONTE: Jornal Económico

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Calendário

Redes Sociais

Top
Cookies make it easier for us to provide you with our services. With the usage of our services you permit us to use cookies.
More information