EEB. Portugal contra objetivos de redução de desperdício alimentar

22 novembro 2022

Portugal é um dos países da União Europeia (UE) que se opõe a objetivos juridicamente vinculativos de redução de desperdícios alimentares até 2030, matéria sobre a qual a Comissão Europeia deve ainda este ano apresentar uma proposta.

De acordo com um comunicado hoje divulgado pelo Gabinete Europeu do Ambiente (EEB, na sigla original), uma rede europeia de mais de 170 organizações ligadas ao ambiente, um inquérito junto dos governos dos Estados membros mostrou que Portugal, a Polónia, a Eslovénia e Malta se opõem a quaisquer objetivos vinculativos para reduzir o desperdício de alimentos.

Segundo os resultados hoje publicados pelo EEB e pela organização internacional "Feedback EU", que tem como objetivo estimular e fornecer eficiência energética através de mudanças comportamentais, Roménia, Países Baixos, Luxemburgo e Estónia apoiam a introdução de objetivos juridicamente vinculativos para os Estados membros, no sentido de o desperdício alimentar ser reduzido em 50% (da exploração agrícola à mesa) até 2030.

Segundo o inquérito sobre as posições dos Estados, outros países, como a Áustria, Dinamarca, República Checa e Croácia também expressaram apoio à introdução de objetivos vinculativos sobre o desperdício alimentar, mas para já não se comprometem com a meta dos 50% até 2030.

Para continuar a ler esta notícia, clique aqui

FONTE: Notícias ao Minuto

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.