ACT aumenta fiscalização da desigualdade salarial

15 novembro 2022

"Apenas 5% das empresas em Portugal" cumpre a paridade remuneratória, revelou esta segunda-feira a ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho.

A lei da igualdade de salários entre homens e mulheres está em vigor desde 2019, contudo "apenas 5% das empresas em Portugal" cumpre a paridade remuneratória, revelou esta segunda-feira a ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho, durante a entrega do selo de igualdade salarial à empresa sueca IKEA. A governante garantiu que a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) vai fiscalizar todas as situações de desigualdade acima de 5%.

O governo estima que a igualdade de salários entre homens e mulheres esteja a ser cumprida em apenas cerca "de 17 mil empresas em Portugal, o que significa um universo total de cerca de 5% das empresas em Portugal".

Para continuar a ler esta notícia, clique aqui

FONTE: Dinheiro Vivo

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.