Retalho é o setor com mais encerramentos em 2022 e recua na criação de empresas

08 novembro 2022

Nos primeiros dez meses deste ano, o setor do retalho registou uma quebra de 10% na criação de novas empresas, face ao período homólogo, bem como um aumento de 7,7% nos encerramentos.

O setor do retalho é o setor que mais recua na criação de novas empresas, bem como, o que verifica o maior número de encerramentos, desde o início do ano. Até 31 de outubro, registou uma quebra de 10% na criação de novas empresas, face ao período homólogo, bem como um aumento de 7,7% nos encerramentos, segundo o barómetro da Informa D&B.

Nos primeiros dez meses deste ano nasceram 40.529 novas empresas em Portugal, o que representa um aumento de 16% face a igual período do ano passado, mas ainda 4% abaixo de 2019. Desde então, houve apenas três setores a registarem uma quebra no número de empresas constituídas.

O setor do retalho foi o mais penalizado, ao registar uma diminuição de 10% no número de novas empresas, com 3.816 empresas criadas desde o início deste ano (menos 422 face ao período homólogo). Segue-se a indústria, com uma quebra de 4,4% (foram criadas 1.786 empresas) e pela agricultura e outros recursos naturais com um recuo de 3,1% (1.292 empresas).

Para continuar a ler esta notícia, clique aqui

FONTE: ECO Economia Online

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.