Proteção de dados regista máximos de coimas, violações de dados e processos de averiguações em 2021

24 maio 2022

Do total de coimas sobressai a aplicada à Câmara Municipal de Lisboa no caso do envio de dados de ativistas às autoridades russas, no valor de 1,25 milhões de euros.

Quatro anos após a entrada em vigor do Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD), a Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) registou em 2021 máximos de processos de averiguações, violações de dados e coimas.

Segundo dados enviados à Lusa pela CNPD, o maior aumento ocorreu nas coimas, que atingiram no ano passado as 60 num valor total de 1,49 milhões de euros, incluindo as sanções aplicadas ao abrigo do RGPD e da lei da privacidade nas comunicações eletrónicas, onde se enquadram as normas relativas ao "spam" e às gravações de chamadas. Do total de coimas sobressai a aplicada à Câmara Municipal de Lisboa no caso do envio de dados de ativistas às autoridades russas, no valor de 1,25 milhões de euros.

Para continuar a ler esta notícia, clique aqui

FONTE: Diário de Noticias

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.