Fábricas portuguesas são as segundas mais poluentes da Europa

10 maio 2022

Rácio de intensidade das emissões atmosféricas da indústria portuguesa é oito vezes superior ao espanhol e 40 vezes mais do que o alemão. Pior performance só a Letónia.

Portugal tem a segunda pior performance da União Europeia no que às emissões da indústria diz respeito. O rácio português - medido pelas emissões de partículas finas dividido pelo valor acrescentado bruto da indústria - é de 0,82, oito vezes acima do rácio espanhol, que é de 0,10, e 40 vezes acima do alemão, que é de 0,02.

A média da União Europeia (UE) é de 0,07, menos quatro centésimas do que em 2008. Portugal também melhorou, passou de 0,99 para 0,82 no mesmo período. Pior só a Letónia, cujo rácio é de 0,84 e se agravou comparativamente a 2008, quando era de 0,65. Os dados são da Pordata, cuja diretora fala numa indústria "muito poluente" e que tem, ainda, "um longo caminho a percorrer". Luísa Loura lembra, ainda, que o facto de termos uma economia que cresce pouco ajuda a agravar este rácio. "Emitimos demasiadas partículas para o que conseguimos valorizar a nossa indústria. Neste jogo Portugal está mal porque não consegue acrescentar riqueza na economia que compense o que está a emitir", frisa.

Para continuar a ler esta notícia, clique aqui

FONTE: Dinheiro Vivo

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.