Empresas pagam e funcionários definem condições: este é o novo paradigma do mercado de trabalho pós-pandemia

19 abril 2022

Quando a pandemia de Covid-19 apareceu, as empresas viram necessidade de oferecer aos seus funcionários benefícios para ultrapassar uma situação sem precedentes e completamente desconhecida, que apresentava uma elevada incerteza.

No entanto, estes benefícios, como licenças por doença alargadas, horários flexíveis, e trabalho remoto, que apareceram por necessidade e na perspetiva de virem a desaparecer, estão agora a tornar-se medidas permanentes e muito populares no mercado de trabalho que muitas vezes são a razão para conseguir, ou não, contratar novos talentos.

Em declarações ao site ‘Fortune’, Julie Stone, Managing Director, Health & Benefits da Willis Towers Watson, explica que “os trabalhadores estão a estabelecer limites em torno do tempo de trabalho e do local de trabalho que não vão voltar atrás em seis ou nove meses”, acrescentando que a escassez de mão-de-obra também lhes deu a oportunidade de fazer exigências.

Para continuar a ler esta notícia, clique aqui

FONTE: Executive Digest

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.