Passar pelo desemprego em Portugal tira 25% dos rendimentos

17 fevereiro 2022

Ficar sem emprego em Portugal custa três vezes mais do que em países como Dinamarca ou Suécia, refere estudo do National Bureau of Economic Research.

Cinco anos depois de passarem pelo desemprego, os trabalhadores em Portugal ficam com rendimentos cerca de 25% abaixo do que tinham antes de perderem o posto de trabalho. Passar por um período sem trabalho em solo português custa três vezes mais do que em países como Dinamarca ou Suécia, com perdas de 10%.

A edição desta quinta-feira do Jornal de Negócios salienta as conclusões de um estudo publicado pelo National Bureau of Economic Research neste mês. A amostra do estudo foram trabalhadores com menos de 50 anos e pelo menos três anos de casa em empresas com pelo menos 50 funcionários em Portugal, Espanha, França, Itália, Dinamarca, Suécia e Áustria.

A diferença na perda de rendimento deve-se ao facto de cinco anos depois do desemprego cerca de 20% dos trabalhadores em Portugal não estarem empregados. Ou seja, têm sete vezes menos probabilidades de serem contratados do que funcionários na Suécia, Dinamarca e França, acrescenta a mesma publicação.

FONTE: Dinheiro Vivo

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.