Portugal leva água e e-commerce aos prémios europeus de promoção empresarial

13 setembro 2021

Os programas Comércio Digital e AQUA+ vão à Eslovénia disputar a final dos Prémios Europeus de Promoção Empresarial. Conheça os vencedores nacionais nas seis categorias a concurso.

O IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação já escolheu os dois projetos que vão representar Portugal na final dos Prémios Europeus de Promoção Empresarial (EEPA na sigla inglesa), que vai decorrer de 15 a 17 de novembro na cidade de Portorož, na Eslovénia, durante a SME Assembly 2021.

O programa Comércio Digital, que pretende capacitar 50 mil empresas de comércio e serviços para a economia digital, e o AQUA+, que promove o consumo racional de água potável e a sua circularidade, foram selecionados pelo júri nacional para avançar até à última fase desta iniciativa da Comissão Europeia, que visa distinguir boas práticas de promoção do empreendedorismo na Europa.

Criado em 2018, o Comércio Digital integra a Academia Digital, plataforma de e-learning gratuita com conteúdos formativos de capacitação sobre marketing digital e negócios na internet para a economia digital. Promovido pela ACEPI – Associação Portuguesa da Economia Digital, em parceria com Câmara de Viana do Castelo e com CCP – Confederação do Comércio e Serviços de Portugal, apoia a digitalização dos negócios para chegar a novos clientes e mercados.

Já o AQUA+ é da autoria da ADENE – Agência para a Energia e tem como mote “Água na medida certa”, contribuindo para o aumento da sustentabilidade através da conservação dos recursos hídricos. Apresenta-se como “um referencial pioneiro na Europa e inovador a nível mundial para o uso eficiente da água nos edifícios, dotando os cidadãos e o setor imobiliário de informação até agora inexistente”.

“Os projetos distinguidos em 2021 devem servir de inspiração para os agentes da envolvente empresarial por atuarem ativamente na criação de um ecossistema coletivo promotor do desenvolvimento empresarial nas áreas da digitalização e da sustentabilidade, num alinhamento com as políticas europeia e nacionais, nomeadamente as que estão vertidas no Plano de Recuperação e Resiliência”, refere Francisco Sá, presidente do IAPMEI, citado numa nota de imprensa.

De um total de 54 candidaturas aos EEPA que foram recebidas pelo IAPMEI na edição deste ano – a primeira realizou-se em 2006 e já houve vários vencedores portugueses, como os Douro Boys ou uma campanha do calçado português (Apiccaps) -, foram selecionados 17 projetos finalistas. Os dois representantes portugueses para a final europeia de 2021 saíram da lista de primeiros classificados nas seis categorias a concurso.

Categoria 1 – Promoção do Espírito de Empreendedorismo: “Talento Empreendedor e Criativo em Santo Tirso” (Câmara Municipal de Santo Tirso)

Categoria 2 – Investimento nas competências empreendedoras: “MAIS Tec – Consórcio para a Transferência de Conhecimento Científico e Tecnológico” (SANJOTEC – Parque de Ciência e Tecnologia de S. João da Madeira, em parceria com Universidade de Aveiro, ISQ – Instituto de Soldadura e Qualidade e TECMINHO Associação Universidade – Empresa para o Desenvolvimento)

Categoria 3 – Desenvolvimento do ambiente empresarial e apoio à transição digital: Comércio Digital (ACEPI – Associação Portuguesa da Economia Digital, em parceria com Câmara Municipal de Viana do Castelo e a CCP – Confederação do Comércio e Serviços de Portugal)

Categoria 4 – Apoio à internacionalização das empresas: Primeira Pedra (ASSIMAGRA – Associação Portuguesa da Indústria dos Recursos Minerais, em parceria com a experimentadesign – Associação Cultural e com Município de Porto de Mós)

Categoria 5 – Apoio à transição sustentável: AQUA+ Água na medida certa (ADENE – Agência para a Energia)

Categoria 6 – Empreendedorismo responsável e inclusivo: Casa do Impacto (Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa)

FONTE: ECO Economia

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Próximos Eventos

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.