Desemprego registado torna a subir em fevereiro

15 março 2021

O número de desempregados inscritos nos centros de emprego nacionais terá tornado a subir em fevereiro, com mais de 404 mil pessoas em situação de desemprego reconhecida pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) em Portugal continental, contra cerca de 397 mil em janeiro.

Os dados são publicados pelo Gabinete de Estudos e Planeamento (GEP) do Ministério do Trabalho, ainda de forma incompleta, sendo que só na próxima semana deverão ser conhecidos os números do IEFP que incluem as informações dos centros de emprego das regiões dos Açores e da Madeira.

No mês passado, o desemprego registado pelo IEFP somava 424 359 pessoas com registo ativo de desemprego no conjunto do país, com 396 978 registos no continente. Já em fevereiro, só o continente contabiliza 404 456 desempregados com inscrição ativa.

O aumento acontece apesar de o mês de fevereiro ter registado um mínimo de novas inscrições ao longo de todo o período desde a chegada da pandemia a Portugal. Os dados do GEP contam apenas 39 585 novos registos de desemprego, contra 46 864 em janeiro, em dados - novamente - apenas para Portugal continental.

Em março de 2020, no primeiro mês da pandemia no país, havia 51 432 inscrições novas no desemprego (em abril, 63 643 novas inscrições), num período em que, tal como agora, o atendimento presencial nos centros de emprego ocorria apenas por marcação, sendo as inscrições e pedidos de desemprego feitos preferencialmente online, via iefponline e para o e-mail dos centros de emprego.

Os dados do GEP, atualizados na última quarta-feira, apontam também uma diminuição nos despedimentos coletivos no último mês face a janeiro. Segundo estes, houve 40 processos de despedimento coletivo iniciados, abrangendo 318 trabalhadores, 57% dos quais em pequenas empresas (de 10 a 49 trabalhadores).

No mês anterior, foram 48 as empresas a iniciar despedimentos coletivos, com processos para despedir 589 trabalhadores.

FONTE: Dinheiro Vivo

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.