PAN na vice-presidência da agricultura do Parlamento Europeu

10 julho 2019

O eurodeputado do PAN, Francisco Guerreiro, vai ser o primeiro vice-presidente da comissão da Agricultura e do Desenvolvimento Rural. O partido está integrado nos Verdes europeus, família que ganhou peso na eleição de maio.

Após acordo entre as quatro maiores famílias europeias sobre a distribuição de lugares nas diversas comissões do Parlamento Europeu, os Verdes conseguiram assegurar a primeira vice-presidência da comissão da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, posição essa que vão atribuir a Francisco Guerreiro, eurodeputado eleito pelo PAN, sabe o Negócios.

Neste caso, o partido das Pessoas, Animais e Natureza beneficia da onda verde que cavalgou na Europa, sobretudo na Alemanha, o que deu aos Verdes uma posição relevante entre as principais famílias europeias. A eleição de Guerreiro deverá acontecer às 16h30 (15h30 na hora de Lisboa) no Parlamento Europeu, em Bruxelas.

Uma semana depois de os eurodeputados terem tomado posse, o Parlamento Europeu escolhe esta quarta-feira as lideranças de cada comissão parlamentar. Será na primeira sessão de cada comissão que serão votados os presidentes e os vice-presidentes.

A votação deverá confirmar o resultado das negociações entre o Partido Popular Europeu, os Socialistas & Democratas, os Liberais e os Verdes. Contudo, não se pode excluir o cenário em que nas votações possa haver alguma surpresa que ponha em causa aquilo que foi consensualizado entre as quatro principais famílias políticas.

Este acordo inclui também a criação de um cordão sanitário para evitar que o grupo de extrema-direita Identidade & Democracia protagonizado pelo vice-primeiro-ministro italiano, Matteo Salvini, e a francesa Marine Le Pen, consiga algum cargo de liderança no Parlamento Europeu. Apesar de terem um peso eleitoral semelhante ao dos Verdes, este grupo não deverá conseguir vice-presidências de comissões.

As presidências e as vice-presidências foram negociadas entre as quatro famílias europeias com mais eurodeputados ao passo que as coordenações dos grupos parlamentares foram decididas internamente por cada grupo político.

Margarida Marques fica "vice" da comissão do Orçamento
Também já é dado como certo, segundo apurou o Negócios, que a eurodeputada socialista Margarida Marques, ex-secretária de Estado dos Assuntos Europeus, fique como uma das vice-presidentes da comissão parlamentar dos Orçamentos.

Esta será, aliás, uma comissão do Parlamento Europeu com uma forte presença de Portugal. O eurodeputado do PSD, José Manuel Fernandes, continuará como coordenador do PPE nessa comissão, posição que já tinha desempenhado na legislatura anterior.

Os lugares nesta comissão parlamentar são particularmente apetecíveis, em particular porque será esta a negociar, com a Comissão Europeia, o próximo orçamento comunitário que, apesar de se designado quadro 2030, tem uma duração de sete anos (2021-2027).

Já Lídia Pereira, a jovem número dois da lista do PSD, será a vice-coordenadora do PPE para a comissão dos Assuntos Económicos e Monetários. Nessa mesma comissão, o eurodeputado do BE, José Gusmão, vai candidatar-se à quarta vice-presidência, ainda que esteja longe de estar garantida a sua eleição.

Na comissão da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, onde o PAN terá uma vice-presidência, Álvaro Amaro, eurodeputado do PSD, deverá substituir Nuno Melo, eurodeputado do CDS, na representação do PPE.

FONTE: Jornal de Negócios

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.
Saiba mais sobre cookies OK Decline