Produção industrial desacelera para 3,2% penalizada pela energia

02 janeiro 2018

O índice registou uma variação homóloga de 3,2% em novembro, abrandando face aos 4,3% de outubro, segundo dados do INE.

Os dados do Instituto Nacional de Estatística, divulgados, referem um crescimento homólogo de 4,7% (6,2% no mês anterior) nas indústrias transformadoras. Com exceção da energia, todos os grandes agrupamentos industriais apresentaram taxas de variação positivas. Na energia, o índice diminuiu 3,4% em novembro (variação de -3,9% no mês anterior) e contribuiu com -0,6 p.p. para a variação do índice total.

Em termos mensais, a produção industrial aumentou 0,8% em novembro, depois de dois meses consecutivos de quedas.

Os bens de consumo foram determinantes para a variação do índice agregado, com um crescimento de 3%. Em contrapartida, os bens de investimento travaram uma subida mais significativa, ao descerem 1,7%.

FONTE: Jornal Económico

 

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Próximos Eventos

Não existem eventos programados!

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

Redes Sociais

Top
Cookies make it easier for us to provide you with our services. With the usage of our services you permit us to use cookies.
More information