Produção industrial desacelera para 3,2% penalizada pela energia

02 janeiro 2018

O índice registou uma variação homóloga de 3,2% em novembro, abrandando face aos 4,3% de outubro, segundo dados do INE.

Os dados do Instituto Nacional de Estatística, divulgados, referem um crescimento homólogo de 4,7% (6,2% no mês anterior) nas indústrias transformadoras. Com exceção da energia, todos os grandes agrupamentos industriais apresentaram taxas de variação positivas. Na energia, o índice diminuiu 3,4% em novembro (variação de -3,9% no mês anterior) e contribuiu com -0,6 p.p. para a variação do índice total.

Em termos mensais, a produção industrial aumentou 0,8% em novembro, depois de dois meses consecutivos de quedas.

Os bens de consumo foram determinantes para a variação do índice agregado, com um crescimento de 3%. Em contrapartida, os bens de investimento travaram uma subida mais significativa, ao descerem 1,7%.

FONTE: Jornal Económico

 

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Próximos Eventos

Redes Sociais

Top
Cookies make it easier for us to provide you with our services. With the usage of our services you permit us to use cookies.
More information