O salário líquido está a aumentar no país desde o final de 2014

13 novembro 2017

Fim da sobretaxa leva salário líquido para o valor mais elevado desde 2011

O rendimento salarial líquido médio em Portugal atingiu 861 euros no terceiro trimestre deste ano, um aumento de 2,5% em termos homólogos. Segundo dados atualizados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), referentes aos trabalhadores por conta de outrem, este é o valor mais elevado desde 2011, ano em que começou a série estatística do organismo.

O salário líquido está a aumentar no país desde o final de 2014, mas acelerou desde o início deste ano, com a extinção faseada da sobretaxa de IRS. O terceiro trimestre coincidiu o período em que os contribuintes do terceiro escalão deixaram de pagar aquela tributação. A partir de julho, quem recebe entre 20.261 e 40.522 euros anuais deixou de fazer retenção na fonte da sobretaxa, pelo que o salário líquido aumentou.

Os contribuintes do primeiro e segundo escalões já tinham sentido o alívio antes. Com o Orçamento do Estado para 2017 (OE2017), ficou definido um fim faseado da sobretaxa de IRS para os contribuintes entre o segundo e o quinto escalões de rendimento – uma vez que no ano passado os contribuintes do primeiro escalão já tinham deixado de pagar. Em janeiro, os contribuintes do segundo escalão de IRS, com rendimentos entre os 7.091 e os 20.261 euros anuais, deixaram de pagar a sobretaxa.

Os contribuintes do quarto escalão (entre 40.522 e 80.640 euros) ainda vão pagar sobretaxa até novembro de 2017, tal como os contribuintes do quinto escalão (acima de 80.640 euros).

Como a esmagadora maioria dos contribuintes está nos primeiros três escalões de rendimentos, este alívio fiscal nos primeiros nove meses do ano tem um peso determinante na evolução do salário líquido no país. Por outro lado, a subida dos vencimentos em Portugal está também influenciada pela subida do salário mínimo, que aumentou para 557 euros no início do ano.

FONTE: Jornal Económico

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
17
18
19
20
22
24
25
26
27
29
30

Redes Sociais

Top
Cookies make it easier for us to provide you with our services. With the usage of our services you permit us to use cookies.
More information