Tetra Pak reduz emissões de CO2 em 13% 

21 janeiro 2019

Em 2017, a Tetra Pak conseguiu atingir um objetivo de redução de emissões de CO2 de 13%, face a 2010. Esta diminuição acontece em paralelo com um crescimento de 19% no número de embalagens vendidas a nível mundial no mesmo período.

Alejandro Cabal, diretor geral da Tetra Pak Ibéria, sublinha que “o nosso objetivo de sustentabilidade é limitar o nosso impacto ambiental em toda a cadeia de valor em 2020 aos níveis de 2010, independentemente do crescimento dos negócios. Isto exige, da nossa parte, a necessidade de continuar a melhorar, junto dos nossos clientes, a eficiência energética e de aumentar a utilização de energias renováveis.”

Recorde-se que em 2016, a Tetra Pak viu os seus objetivos de redução de impacto ambiental aprovados pela iniciativa Science Based Targets, uma iniciativa global que pretende aumentar a vantagem competitiva das empresas na transição para uma economia mais sustentável com uma pegada de carbono mais reduzida.

Segundo Víctor Marcos, responsável pela economia circular da Tetra Pak Ibéria, “continuamos a trabalhar no nosso compromisso público RE100 para que, em 2030, 100% da energia que utilizamos seja de origem renovável. Atualmente, esse número já chega a 50%, em termos globais.”

Em 2015, a empresa lançou a sua primeira embalagem totalmente renovável e de base biológica, a Tetra Rex. Para além disso, um dos grandes eixos de sustentabilidade da empresa tem sido o contributo para o aumento das taxas de reciclagem em todos os mercados onde atua.

“Desde 2012, a Tetra Pak já fez investimentos de 17 milhões de euros em infraestruturas de reciclagem. Em 2017, as taxas de reciclagem aumentaram em todo o mundo, sendo que foram recicladas 4 em cada 10 embalagens da Tetra Pak vendidas. Na Europa, as taxas de reciclagem de cartão para bebidas aumentam a cada ano, chegando a 48% em 2017, segundo a ACE, Alliance for Beverage Cartons and the Environment, da qual a Tetra Pak faz parte”, revela ainda a empresa.

“Em 2017, a nossa taxa global de reciclagem foi de 25%, o equivalente a um aumento de 14 mil milhões no número de embalagens recicladas (de 32 mil milhões em 2010 para 46 mil milhões em 2017), um aumento de 45%. Com o objetivo de melhorar ainda mais estes valores, trabalhamos também em Portugal e Espanha, com várias organizações e empresas desenvolvendo iniciativas e campanhas de sensibilização ambiental para contribuir para o aumento das taxas de reciclagem”, acrescenta Ingrid Falcão, responsável da área de sustentabilidade na Tetra Pak Ibéria.

FONTE: Revista Distribuição Hoje

Associadas

Parcerias

Objectivos

‘‘Os objectivos da ANIL centram-se na defesa dos interesses e representação do sector, no acompanhamento das matérias legislativas, normativas, ambientais, económicas e técnicas que contribuam para o desenvolvimento da indústria láctea em Portugal...

Calendário

Redes Sociais

Top
ATENÇÃO: Este site apenas usa os cookies para lhe facilitar a navegação enquanto utilizador.
Saiba mais sobre cookies OK Decline